O significado de vidência reside na característica ou atributo do que é um vidente. Então, um vidente é a pessoa dotada da vidência, um sentido paranormal capaz de perceber eventos a respeito dos fatos, circunstâncias, coisas ou seres na linha do tempo (passado, presente e futuro) independente dos cinco sentidos fisiológicos (visão, audição, tato, paladar e olfato). Constitui essencialmente em um sentido psíquico que alguns preferem chamar de visão espiritual.

Portanto, a vidência não é um sentido paranormal que possa ser, ao menos por enquanto, desvendado por uma metodologia tipicamente científica. Aliás, Albert Einstein disse que a causa principal de qualquer descoberta importante está na intuição. Ele disse: "Não há nenhum caminho racional ou lógico para a descoberta das Leis do Universo; na verdade, o único caminho é a intuição". Nesse ponto, é interessante observar que um vidente autêntico é intuitivo por natureza e, consequentemente, atribuído de sensibilidade e percepção que vão muito além dos sentidos comuns.

Seja como for, a ciência gradualmente está aproximando de outras capacidades humanas que não lembra em nada dos sentidos mais evidentes. Recentemente uma pesquisa científica provou que possuímos componentes que permitiriam a faculdade de perceber campos magnéticos.

Foi encontrada na retina humana uma proteína denominada de hCRY2 que funciona como um sensor magnético (cuja as aves migratórias como, por exemplo o albatroz-real, o Cordoniz ou o pato-real já são beneficiadas). A descoberta comprova que possuímos ao menos um componente essencial para um outro sentido: o Sentido Magnético.

Mas o que o sentido magnético humano tem a ver com a vidência? Simples, ao longo dos anos outros sentidos serão desvendados pela ciência, trazendo luz ao antigo conhecimento ocultista de que somos muito mais do que acreditamos ser.

Os trilhões de neurônicos no qual somos brindados reservam surpresas fantásticas. E, com a ajuda da tecnologia, os avanços da neurociência vão nos conduzir à uma nova era na história da humanidade.

Mesmo porque os avanços nesse campo não param. Apenas para você ter uma vaga idéia, os neurônios só foram conhecidos por volta de 1890 e que a região do cérebro responsável pela fala foi identificada por volta de 1860.

Artigo escrito pelo Vidente Clayton  José Clayton Donizetti Vieira  |     07/01/2017 - 22:15:52 hs.  |   Artigos metafísicos, científicos e esotéricos  14º artigo

Próximo artigo  Próximo artigo:

As ameaças das Redes Sociais

Lista completa de artigos  Acessar a Lista completa de Artigos Esotéricos