Os videntes sérios precisam alertar seus consulentes sobre as redes sociais. Estas redes realmente fazem bem, geram otimismo, confiança, entusiasmo, esperança? Realmente conectam ou afastam as pessoas?

Ou produzem ansiedade, decepção, angústia, tristeza, e inveja? Saibam que uma investigação da Human-Computer Institute da Carnegie Mellon demonstrou algo lastimavelmente curioso.

Concluiram que a leitura de posts dos amigos das redes sociais está direta e intensamente ligada à sentimentos de depressão, além de uma dolorosa solidão (aliás, lamentavelmente, o número de solitários estão crescendo em virtude da própria internet).

Muitos videntes, na verdade, alertam a respeito dos posts que acentuam sentimentos negativos encobertos (ocultos em camadas profundas do inconsciente), e que são causadores de tais sensações destrutivas como a inveja e o ressentimento.

Por conta disso, muitos consultores esotéricos condenam às redes sociais - com seus posts e fotos muitas vezes imersos em vaidade os quais estão gradualmente conduzindo as pessoas para bem longe do mundo real; ou seja, as redes sociais levam as pessoas para um universo do faz de conta.

A grande realidade é que o uso das redes sociais estão impelindo as pessoas a se sentirem cada vez mais solitárias - distanciadas do genuíno mundo social.

E mais sozinhas e abandonadas com seus bloqueios, impedimentos, e suas complexidades psico-emocionais (desse modo, haja uso frequente do Frontal, Rivotril, Apraz, Lorax, fenobarbital, citalopram, Valium, Fluxene, prozen, prozac, Luvox, psiquiatras, psicanalistas, psicólogos, e daí por diante).

Sendo assim, vale então insistir que as redes sociais em geral alimentam a inveja, a presunção, e o ressentimento de muitos usuários. Além de outros sentimentos graves como inferioridade, baixa auto-estima, vingança, desengano, fracasso, e frustração. Pensem nisso!! Até que ponto fazemos uso apropriado (ou saudável) das redes sociais?

Nós, videntes legítimos, chegamos ao ponto de questionar se de fato vale a pena entregar-se quase 1 hora numa rede social, acessando a vida cibernética de amigos conhecidos e amigos virtuais. Ao invés de consumir seu tempo neste tipo de hobby, não seria mais interessante ler um livro, ir ao cinema, visitar pessoalmente um amigo, ou os familiares?

Além disso, o que de fato dá para aprender nas redes sociais que possa ser realmente útil, ou ao menos aproveitável para nossa vida (ou para nosso dia-a-dia)!?

Artigo escrito pelo Vidente Clayton  José Clayton Donizetti Vieira  |     08/01/2017 - 21:42:33 hs.  |   Artigos metafísicos, científicos e esotéricos  18º artigo

Próximo artigo  Próximo artigo:

Telepatia e Telecinese: A Mecânica Quântica e o poder do pensamento

Lista completa de artigos  Acessar a Lista completa de Artigos Esotéricos