A história de dois irmãos caçadores de criaturas demoníacas e outras forças diabólicas do reino sobrenatural e dos domínios do paranormal conquistou a audiência na mídia graças ao gênero denominado de Drama Sobrenatural, categoria que lida com o paranormal e sobrenatural.

O Drama Sobrenatural não possui nenhuma vinculação ao gênero do Horror, e alcançou um enorme impulso desde Buffy - Caçadora de Vampiros, criada em 1997.

Por trás do nosso interesse ou fascínio pelos dramas sobrenaturais e histórias aterrorizantes reside o fato de que gostamos de sentir medo - devido a necessidade inconsciente de auto-proteção.

Ou seja, este sentimento provoca a necessidade de aprender a nos defender. Então, quanto mais soubermos nos defender, tanto mais estaremos preparados para encarar situações reais que possam ameaçar a nossa integridade física.

Além disso, no sentido estritamente fisiológico, este sentimento é um mecanismo químico de defesa; assim que ocorre, o nosso cérebro dispara ingredientes químicos que preparam o nosso corpo para a defesa. O curioso é que em períodos de crise econômica ou de guerras, as pessoas geralmente gostam mais de filmes de horror.

Os roteiros cinematográficos do tipo paranormal e sobrenatural pretendem provocar o medo na platéia, em maior ou menor grau. Para que isso seja possível é crucial criar uma grande expectativa em relação ao perigo do que o próprio perigo.

O objetivo é usar a imaginação do público para construir o medo. Isso significa que como o medo está relacionado ao que imaginamos, não dá para mostrar o monstro logo de cara, já que mostrar em si não gera pavor - no máximo um susto.

Dessa forma, a receita de sucesso dos dramas sobrenaturais ou dos filmes de horror é colocar o perigo na imaginação do público, do que na tela propriamente dita. Não poderia ser diferente, já que quando assistimos um filme que mostra o monstro logo no começo, a nossa tendência é sentir pouco ou quase nada em relação ao que o monstro pode nos causar.

Os protagonistas de um seriado (como os irmãos Sam e Dean Winchester da série Supernatural) ou de um filme (como a Ellen Ripley do filme Alien, o 8º Passageiro) acabam provocando uma conexão emocional com o público. As pessoas que assistem o filme passam a se preocuparem com os personagens, e essa conexão ajuda na criação do suspense e do medo.

Artigo escrito pelo Vidente Clayton  José Clayton Donizetti Vieira  |     08/01/2017 - 23:36:23 hs.  |   Artigos metafísicos, científicos e esotéricos  24º artigo

Próximo artigo  Próximo artigo:

Doenças físicas causadas por emoções reprimidas

Lista completa de artigos  Acessar a Lista completa de Artigos Esotéricos