O Mal é uma influência silenciosa que causa a nossa ruína. Embora seja essencialmente um abismo negro, utiliza uma força misteriosa inteligente, tentadora, e sedutora para corromper nossa existência física e psico-emocional.

O Mal se estabelece em nossa vida através do oportunismo (ao tirar proveito pérfido e insidioso das situações), sempre atento ao momento mais adequado para se fortificar por meio do medo, da raiva, do rancor, da cólera, da ansiedade excessiva, da mágoa, do ressentimento, da melancolia, da desesperança, do abatimento moral, das lembranças, da saudade, da dor, da depressão.

Como alguma coisa desleal e traiçoeira, o Mal amplifica nossa fraqueza e nossa insensatez, e por conseguinte, nos levando a punir a nós mesmos e ao próximo.

Até mesmo com a energia do pensamento e dos sentimentos, certas pessoas adquirem força suficiente para espalhar poderosas maldições, infortúnios e abominações sobre seus semelhantes.

Muitos não o fazem conscientemente porém, conforme alimentam sentimentos como ressentimento, mágoa, amargura e pensamentos fixos e obsessivos de retaliação, vingança, inveja, cobiça e ciúme, atuam como verdadeiros geradores de energia nociva. E, sem que possamos perceber, absorvemos estas energias nefastas em nosso campo bioenergético.

A razão de absorvermos o Mal e o motivo de sua constância em nosso cotidiano ocorrem devido à ausência de defesa e proteção. Sendo assim, é necessário estar sempre vigilantes de cada um dos nossos pontos fracos; ou seja, os pontos fracos representam uma abertura para a atuação do Mal sobre nós.

Os pontos fracos podem ser inúmeros, que vão desde a inveja, a irritação, o mal humor, a maledicência, a arrogância, a calúnia, as aversões, o tédio, o estresse, o nervosismo, a prostração, a omissão.

Cada uma destas manifestações emocionais negativas serão empregadas pelo Mal, pois o que fazemos de danoso e abusivo contra nós mesmos será utilizado pelo Mal para nos debilitar cada vez mais, nos entregando aos domínios das forças perniciosas que ameaçam nossa sanidade mental ou mesmo a nossa integridade física.

A é outra forma eficaz de defesa. Ao observar indicações ou indícios anormais à nossa volta, situações esquisitas (ou fora do comum) em nosso dia-a-dia, é igualmente aconselhável buscar na fé a proteção contra o Mal.

A fé sincera na Providência Divina nos auxilia nestes momentos incertos, difíceis ou aterradores. E para alcançar a fé legítima, é essencial perdoar e relevar.

E, naturalmente, é crucial entender que quando valorizamos a influência do Mal, tanto mais introduzimos o Mal em nossa vida.

Artigo escrito pelo Vidente Clayton  José Clayton Donizetti Vieira  |     08/01/2017 - 23:49:15 hs.  |   Artigos metafísicos, científicos e esotéricos  28º artigo

Próximo artigo  Próximo artigo:

Psicopatas assassinos

Lista completa de artigos  Acessar a Lista completa de Artigos Esotéricos