A origem do termo exorcismo vem do grego Exorkizein, cujo o significado é conjurar espíritos (repelir, afastar, ou rechaçar espíritos).

O exorcismo constitui um processo ritualístico em nome de Jesus Cristo e da santidade da Igreja católica de acordo com o rito litúrgico, com intuito de impor ao demônio a sua retirada do corpo de um indivíduo possuído.

Os princípios católicos dizem claramente que pratica-se exorcismo quando a Igreja intercede abertamente e com autoridade, em nome de Jesus Cristo, que uma pessoa ou objeto seja amparado e defendido contra a ação das forças diabólicas.

O exorcismo, em conformidade com os preceitos católicos, inicia-se invariavelmente com a expressão latina Adjure te, spiritus nequissime, per Deum omnipotentem - que quer dizer: eu te ordeno, espírito maligno, pelo Deus Todo-Poderoso.

Consoante a seriedade da possessão, o procedimento pode ser extenso e fatigante, podendo se prolongar por semanas. A via de libertação é feita de maneira impetuosa e violenta. Os exorcistas fazem uso das orações, defumadores, água-benta, e até mesmo essências e o sal (que é associado à pureza).

O fundamento do exorcismo pode ser definido com o seguinte argumento: Em um local ou numa casa não é possível estar ao mesmo tempo Deus e o Diabo. Onde está Deus, o Diabo não entra. Daí a importância de confiar na onipresença de Deus, e esta convicção expulsa o Diabo - nem mais nem menos.

Resposta escrita pelo Vidente Clayton  José Clayton Donizetti Vieira  |     21/01/2017 - 01:09:17 hs.  |   Respostas de natureza metafísica, científica e esotérica  3º resposta

Próxima pergunta  Próxima Pergunta:

O que é uma obsessão diabólica?

Lista completa de perguntas  Acessar a Lista completa de Respostas